Segundo especialistas, ler para uma criança amplia seu vocabulário, estimula a comunicação e exercita o espírito crítico desde cedo. Saiba como a escola comemorou o dia 23 de abril

A semana do livro foi comemorada com muita contação de história na biblioteca Professora Elza Babá Akama. Crianças de 3 a 5 anos participaram encantadas da leitura de “O Trenzinho do Nicolau”, de Ruth Rocha, e experimentaram a bela história de um maquinista e de sua locomotiva na interpretação da bibliotecária Elisabete Feitoza. “A sonorização ficava por conta dos pequenos. Era tanto piuí…”, disse.

biblioteca

Tudo isso em um espaço adaptado para receber alunos de todas as idades. Há cerca de um mês a biblioteca ganhou novas cores, nichos e até um nome novo. O acervo passou de três mil para dez mil livros em cerca de um ano e as obras foram reclassificadas para integrar um novo sistema eletrônico de organização, que facilitou a organização e a identificação dos livros pelos alunos.

“Recebemos doações todos os dias, de editoras e de famílias. Também já estamos experimentando o formato de livros eletrônicos, para que os alunos possam ler de qualquer lugar e a partir de qualquer dispositivo”, disse Bete. A biblioteca também empresta seu espaço para debates e oficinas – e agenda está cheia.

De acordo com especialistas em desenvolvimento infantil, ao inserir a criança no universo simbólico da leitura no ensino infantil, os professores ampliam o vocabulário dos alunos e estimulam a comunicação e a reflexão desse cedo. Crianças estimuladas à leitura tendem a aprender com mais facilidade e exercitar o espírito crítico.

Se você ainda não passou na biblioteca do PIO esta semana, não perca tempo. Recebemos “Lá vem o Ratinho Carteiro” e “Duas Dúzias de Coisinhas à Toa que Deixam a Gente Feliz”. Esperamos por você!

Curiosidade: Você sabe como surgiu o dia do livro?

O Dia Internacional do Livro teve origem na Catalunha, na Espanha, com a Festa do Livro Espanhol, celebrada pela primeira vez em 5 de Abril de 1926, em comemoração ao nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Em 1930, a data foi alterada para 23 de abril em virtude do falecimento do escritor e, em 1995, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude do falecimento de William Shakespeare, dramaturgo inglês.

Confira as imagens do encontro.