O Pioneiro marcou presença no 8 º Fórum Mundial da Água, que aconteceu em Brasília na semana de 19 a 23 de março. Os alunos Lucas Ken Soga, do 9º ano do Ensino Fundamental II, e Emilie Chen, do 1º ano do Ensino Médio, acompanhados pelo professor de geografia Alexandre Rodrigues Dias passaram uma semana em contato com cientistas, líderes de organizações civis, empresários e representantes de diferentes governos. Também participaram de oficinas e debates sobre o tema.

A imersão em um tema tão relevante levantou questões que serão compartilhadas e debatidas com toda a turma. Lucas e Emilie se surpreenderam com a quantidade de variáveis econômicas, ambientais e sociais que envolvem o elemento fundamental da vida: a água. Uma contradição se estabeleceu quando, de um lado, empresas, organizações do terceiro setor e institutos internacionais de pesquisa negociam a possibilidade de transformar a água em commoditie a ser negociada por meio títulos enquanto alguns povos ainda morrem de sede.

 

agua3

 

Neste aspecto a participação no FAMA (Fórum Alternativo Mundial da Água), ocorrendo simultaneamente na cidade de Brasília, permitiu aos alunos enxergar a luta dos povos indígenas, da floresta, agricultores familiares entre tantos outros grupos, a necessidade da defesa da água como bem coletivo, inalienável e parte do patrimônio da Natureza. Os jovens também reuniram informações sobre o papel das florestas na preservação e conservação dos rios e aquíferos, visitaram o Bioma Cerrado no Parque Nacional de Brasília e aprenderam sobre a riqueza hídrica da cidade onde vivem, e principalmente do nosso país.

Descobriram, por exemplo, que boa parte dos 700 rios de São Paulo estão canalizados, e que alguns deles correm nos subterrâneos das imediações da escola. Agora vamos compartilhar com a turma!

agua2

Sobre o evento: O Fórum Mundial da Água é o maior evento global sobre o tema água e é organizado pelo Conselho Mundial da Água, uma organização internacional que reúne interessados no assunto e tem como missão “promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente, em todas as dimensões, com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na Terra.