Em uma de nossas rodas estávamos vendo imagens cujos nomes começavam com a letra L, quando uma criança viu a figura de uma lula e falou: “Olha! Um polvo!”

Logo uma outra criança respondeu: “Polvo não começa com a letra L é com a letra P. Isso é uma lula.”

E então surgiu uma questão na roda: Qual a diferença entre polvo e lula? Essa dúvida deu início ao nosso projeto e começamos a pesquisar…

polvolula (4)Descobrimos algumas características desses dois animais e pudemos assim, compará-los. Algumas de nossas descobertas:

  • O polvo possui oito tentáculos, cada um com duas fileiras de ventosas que o ajudam na locomoção e na alimentação. A lula possui dez tentáculos e um par de nadadeiras.
  • Os dois animais soltam uma tinta preta quando se sentem ameaçados para tentar despistar o predador.
  • O polvo vive no fundo do mar, próximo ao solo ou entre as rochas. As lulas nadam mais perto da superfície.
  • Tanto a lula como o polvo são animais invertebrados, ou seja, não possuem coluna vertebral.
  • Ambos possuem sistema de camuflagem para enganar seus predadores podendo mudar de cor.

No dia 21 de outubro fomos ver de perto uma lula e um polvo no Laboratório de Física. Colocamos luvas e fomos muito ansiosos conhecê-los de perto. Lá relembramos todas as características desses animais e pudemos manuseá-los, ver a tinta preta que a lula havia soltado, as ventosas do polvo, as nadadeiras da lula e assim visualizar melhor as diferenças entre eles.

Agradecemos a coordenadora Débora Martins, a nutricionista Cristiane Sumida e o laboratorista Rodrigo Dassie Pecoraro pelo apoio para que essa aula fosse possível.

Professora Tays R. Brito – Jardim I A

polvolula (1) polvolula (2) polvolula (3)