A percepção auditiva é um elemento importante da música. É nesse momento que a atenção e a concentração permitem uma escuta mais atenta para reconhecimento de novos sons, melodias e ritmos, desenvolvendo a memória musical, a elaboração de ideias, o discurso oral e a comunicação no grupo.

Em aulas para as crianças da Educação Infantil, trabalhei em um primeiro momento a escuta da música “A Foca“ de Vinícius de Morais. Em seguida fiz perguntas sobre as principais características da música como: subidas e descidas do som, ritmos iguais e diferentes, quem está cantando, quais instrumentos musicais eles percebem, se há uma história e qual seu personagem principal.

Pedi aos alunos que dessem sugestões de como acompanhar o ritmo e o grupo sugeriu usar o corpo. Nas subidas e descidas da melodia, usavam as mãos. Assim foram ouvindo repetidamente a música e incorporando a história. Coloquei então os desenhos espalhados no chão e pedi que encontrassem a personagem principal.

musica1

Em seguida fui chamando um aluno de cada vez para que colocassem as figuras na sequência da música, mostrando como entenderam a história ali cantada. Percebi o quanto organizar as figuras permitiu a memorização da letra e da melodia.

musica2

O silêncio e a atenção demonstraram o quanto os alunos estavam envolvidos e o quanto ouviram com mais critério, desenvolvendo uma escuta mais afinada.

No final lancei um desafio: que inventassem outra história usando as mesmas figuras e cantassem uma nova música, dando início a questão da composição.

Foi uma gostosa surpresa ouvir versões tão criativas…

Elisabete Tae Kuwano Koga – Professora de Música