Recebemos outra convidada para contar histórias da nossa história. Desta vez o encontro foi entre os alunos do 1º B e a simpática senhora Laura Sakamoto, que compartilhou momentos agradáveis com as crianças, respondendo às suas perguntas e revelando detalhes e curiosidades da época em que estudou na Escola de Corte e Costura Vergueiro, mantida por Dona Michie Akama.

Laura, que é avó do aluno Pedro Sakamoto, contou escola em que estudava era voltada para a formação feminina segundo a ética japonesa, com aulas ensinando tudo que uma boa mãe e esposa deveria saber. Além da costura, as alunas aprendiam japonês e português, noções de culinária, conservas (missô e shoyu), etiqueta, dança, música, ikebana, desenho e teatro.

As moças tinham um caderno onde deveriam desenhar os passos da costura de cada peça e dona Michie sempre dava um visto. Era uma maneira de saber se as alunas organizavam seu caderno. “Dona Michie era muito culta, escreveu vários livros e o seu ‘hobby’ favorito era a leitura”, comentou Laura com admiração.

Um fato interessante que ela lembrou foi o ingresso de um moço na escola de corte e costura. Ele queria abrir um ateliê e frequentava as aulas com as meninas. Segundo Laura, este fato causava “graça” entre elas. Organizavam desfiles de moda e bazares com as roupas confeccionadas pelas alunas. Ela trouxe várias fotos, seu certificado do curso, seu caderno de costura e outras lembranças.

“Ela nos proporcionou momentos muito especiais e com muito carinho. Foi um trabalho muito significativo, pois os alunos aprenderam fatos marcantes de uma história de praticamente 50 anos”, avalia a professora Cássia Santos.

2013_09_laura2