Estudantes usam o conhecimento adquirido em sala de aula em interações reais e se desenvolvem ainda mais no idioma

Com a proposta pedagógica de viver a cultura japonesa em ambientes que vão além do espaço escolar, alunos do 1º ao 7º anos visitaram  um ambiente contemporâneo e tecnológico chamado Japan House e experimentaram uma oficina na Fundação Japão (localizada no mesmo endereço) sobre o “kodomo no hi” (dia das crianças).

DSCN0041_valeeste

O objetivo do estudo do meio foi observar como os estudantes se apropriaram do que foi trabalhado em sala de aula e como reagiram a situações reais de uso do idioma, além de compreender comandos como: sentar-se (suwatte kudasai), ficar em silêncio (shizukani), não tocar (sawaranaide), cumprimentar (ohayou gozaimasu e sayounara), agradecer (arigatou gozaimasu), solicitar (onegaishimasu), dentre outros.

Na Fundação Japão, os alunos participaram de uma oficina de cartões tridimensionais e na Japan House estiveram em uma exposição interativa onde manusearam alguns protótipos feitos em impressora 3D. “Senti que os alunos gostaram da experiência e ficaram motivados a interagir e aprender mais sobre a cultura japonesa”, disse Edna Tanaka, coordenadora do curso.

Veja nosso álbum de fotos clicando aqui.