“Seres humanos eram arrancados de suas terras para servir.
Nos navios negreiros as crianças eram acalentadas por suas mães para que não chorassem e fossem castigadas.
Essas mães rasgavam tiras de panos de suas saias para fazerem bonequinhas e, assim, distraírem seus filhos. Presentear alguém com a boneca é desejar felicidade e alegria. Abayomi significa ‘encontro precioso’ tornando-se, então, um presente precioso.”

Com esta história começaram as atividades desenvolvidas com os alunos das turmas de 6o, 7o e 8o anos nas aulas de Artes e Música durante a Semana da Consciência Negra.

Como uma forma de sensibilização e reflexão, foram organizadas oficinas nas quais eles puderam confeccionar bonequinhas de pano conhecidas como Abayomi, termo que significa “encontro precioso” em Iorubá (uma das maiores etnias do continente africano).

Abayomi

Após confeccionarem a bonequinha, eles dançaram e cantaram em roda a música “Ayele”, que conta a história de uma criança que se perdeu de seu pai em uma feira.

Ao conhecerem e vivenciarem os aspectos de uma cultura, os alunos se tornam mais próximos e sensíveis aos seus problemas.

Professoras Rozângela Lipere (Artes) e Elisa Varro (Música).

Confiram aqui o vídeo desta experiência.