O nome próprio é a primeira referência que a criança tem da escrita convencional. Ela o vê nas mochilas, no uniforme, nos objetos de higiene, nos cartazes em sala de aula… O nome é presença marcante no cotidiano da Educação Infantil.

A escrita do nome parece ser uma peça-chave para o início da compreensão da forma de funcionamento do sistema de escrita. Introduzir essa reflexão na rotina representa uma boa maneira de aprendizado da língua.

No Infantil II B os alunos realizaram uma pesquisa em casa para descobrir a origem de seus nomes e quem foram os responsáveis pela escolha. Na sala de aula, em roda, compartilhamos essas histórias.

Foi muito divertido! Já estamos escrevendo e registrando nas atividades.

Professora Katia Picciocchi Pereira – Infantil II B