“No mês de março iniciamos uma atividade denominada “caixa surpresa”, que oferece uma maneira lúdica e prazerosa de trabalhar a oralidade e as diversas percepções, levando as crianças a interpretarem o que ouvem, responderem de maneira lógica ao que lhes é perguntado e a desenvolverem o pensamento lógico e sua expressão.

Além disso, a linguagem oral permite às crianças a apliação do vocabulário e de seus conhecimentos sobre os diversos assuntos abordados, bem como estimula a participação verbal no grupo e desenvolve a capacidade crítica, contribuindo para o bom êxito na aprendizagem.

O mecanismo: Na sexta-feira, durante a roda da conversa, sorteamos uma criança para levar a caixa para casa no final de semana. Com a ajuda de seus familiares, ela escolhe um objeto para ser guardado na caixa, cujo nome seja iniciado com a letra estudada em sala. Na semana seguinte, em uma nova roda, as crianças tentam advinhar qual é o objeto por meio do som (audição), peso da caixa (tato), perguntas, respostas e algumas dicas.

A abertura da caixa sempre gera euforia nas crianças. Após a descoberta, elas discutem a utilidade do objeto e suas características, desenham e escrevem o nome do objeto, tentando copiar da lousa.

A atividade terminará somente quando todos os alunos levarem a caixa para casa”

Professora Cristina Fukamati – Jardim I B