Felipe, Fernando, Mariana e Júlia – 7º A, B e C – 2015

           No começo eu olhei para a janela, as ruas estavam cobertas de neve, e o céu estava muito escuro, apesar de ser de dia! Olhei no meu celular e a temperatura estava -50°C, quando normalmente era para estar 30°C.

            Eu fui procurar ajuda com meus amigos de infância, Estrogonobaldo e Pudim. Estrogonobaldo se chama assim porque aceitou um desafio de comer estrogonofe em um balde, e Pudim se chama assim porque comia muito pudim.

            Eles viram um morador de rua gritando:

            – Eu sei quem foi! Eu sei quem fo i que mudou a temperatura! Foi o morador da casa 72!

            Então foram procurar o morador e, quando acharam o homem, viram que ele era feito de neve e seus vasos sanguíneos eram feitos de gelo. Esse homem estava sentado na sala e era muito pálido, parecia até um fantasma.

            Estrogonobaldo estava com um satélite na mala para tirar a lua da frente do sol, e já estava preparado para lançá-lo. O satélite era pequeno, mas tinha uma grande capacidade de tirar a lua da frente do sol e faria assim a temperatura da cidade voltar ao normal.

            Mas quando Estrogonobaldo abriu a mochila, viu que o satélite havia se quebrado. Furioso, pegou a faca e falou para o vilão:

            – Ou você tira a lua da frente do sol, ou te esfaquearei.

            O vilão responde:

            – Nunca.

            Então eles o esfaquearam, mas nada aconteceu.

            E o homem de neve e gelo falou que não se mata água, já que ele estava líquido. Quando ele voltou para a sua forma sólida, Pudim esfaqueou o vilão num momento em  que ele ficou distraído.

            Estrogonobaldo coletou dados do sangue do vilão, e descobriu que ele era de outro planeta e que tinha 70% de gelo no corpo.

            A neve começou a derreter, o sol começou a reaparecer e os moradores começaram a voltar.

___

Descrição da atividade

No curso extracurricular Oficina Literária, além da escrita, são trabalhadas a criatividade e a improvisação. Sendo assim, os alunos receberam o desafio de criar uma história narrada por todos, tendo cada aluno um minuto para dar continuidade para a narrativa do colega anterior. Após a criação coletiva, em grupos, eles escreveram a história que criaram. Foi feita uma votação entre todos os participantes, e o texto acima é o vencedor.