Aqui no Centro Educacional Pioneiro, a Educação Física no Ensino Médio é planejada para a formação integral dos alunos. Existe uma preocupação com o estado atual de qualidade de vida e com a sequência ao longo dos anos, mesmo após a conclusão do curso.

É importante salientar que o uso dos esportes, da ginástica, da dança e de informações por meio de textos, artigos e notícias (da atualidade sobre alimentação, doping, preconceito…) e recursos da tecnologia educacional são “meios” para atingir nossos objetivos.

educacaofisica1No início da aula trabalhamos o condicionamento físico com exercícios funcionais e de corrida para desenvolver as capacidades físicas (resistência, velocidade, agilidade, força, flexibilidade, equilíbrio, ritmo e coordenação motora).

Então, em uma segunda parte, é a vez do esporte propriamente dito. Neste primeiro trimestre, por exemplo, estamos treinando o handebol. Os alunos aperfeiçoam os fundamentos e são estimulados a ler e entender o jogo, em ações como respeito às regras, tomada de decisões, resolução de problemas, trabalho em equipe e táticas para os diversos sistemas de jogo.

A parte final é o momento de avaliação e da reflexão do que foi trabalhado. É aberta uma roda de discussão para avaliar atitude e desempenho. Este é um instante rico em que eles são estimulados a entender o que estão trabalhando e qual é o objetivo final para levar este conhecimento para o resto da vida.

educacaofisica3

Existe também uma preocupação extra com o 3° ano e o vestibular. Os alunos são estimulados a trabalhar a resistência cardiorrespiratória por meio de corridas de rua para melhorar o condicionamento físico, concentração, equilíbrio emocional e a tomada de decisões no longo e tenso momento de provas com cinco horas de duração…

Cito algo engraçado para os alunos sobre o nosso último ídolo no esporte, o lendário e fantástico Ayrton Senna. Ele amava sua profissão de piloto de F1, tinha o melhor preparador físico do mundo no momento (Nuno Cobra) e dirigia sentado. Mas ao final de cada corrida, quase não tinha forças para subir ao pódio e receber seu troféu tamanha era a exaustão de tensão, concentração, tomada de decisão e desgaste físico. Faço assim uma relação com o vestibular. E só colhemos resultados positivos!

Maurício Caires Brito - Professor de Educação Física do Ensino Médio

educacaofisica4

educacaofisica5